Bella Iza lança romance contemporâneo, cheio de suspense, realismo e detalhes narrativos

Bella Iza lança romance contemporâneo, cheio de suspense, realismo e detalhes narrativos

“Não se muda o que está escrito" (Editora Viseu) é o primeiro livro da Trilogia Destino

No dia 23 de dezembro, a autora Bella Iza, lançou o livro "Não se muda o que está escrito" pela Editora Viseu. A obra, que é seu primeiro romance e acompanha a história de dois herdeiros do turismo de luxo unidos pelo sucesso e ambição até o retorno inesperado de alguém do passado envolto em mistérios e segredos há muito tempo escondidos, está disponível para a compra nas versões impressas e e-book. “O processo de escrita foi longo por imprevistos no meio do caminho, e também pelo desafio de conciliação do projeto com a rotina profissional. Comecei em 2018 e terminei no primeiro semestre de 2023. Minha inspiração vem da paixão pela escrita e imaginação, assim pelos dos 13 anos que passei viajando e parando em diversos aeroportos do país. Para cada tempo de voo comprava livros nas lojas em que passava,", conta.

Entre suas influências literárias, Bella Iza destaca autores como Nicholas Sparks, Maya Banks, Bella André, Julia Quinn e Sylvain Reynard. A trilogia de Gabriel, Os Sulivans, A Divina Comédia, O melhor de mim, e Querido John  foram algumas das obras que inspiraram diretamente seu romance: "'Não se muda o que está escrito' aborda temas centrais como o poder do destino no curso das nossas vidas, a força do amor, os valores familiares e a necessidade de superação. Também explora questões sobre corrupção, diferenças, traições e vinganças, convidando os leitores a refletirem sobre suas próprias reações diante das adversidades".

A autora, que mistura em todo o tempo, romance e suspense, define seu estilo como poético, buscando elegância na narrativa, cenários e construção dos personagens, além da suavização nas cenas mesmo em momentos adultos. Seu processo de escrita é guiado por inspirações, anotando ideias em diferentes lugares e momentos revisitando essas notas ao longo do tempo. "Sempre gostei de escrever, desde criança. Escrevia poemas e cartas, em especial quando estava triste. Nessas horas, escrever e ver se traduzir em palavras, tão bem escritas, sentimentos tão profundos, me trazia a felicidade novamente. Sempre fui muito boa em imaginação, palavras e sentimentos. Me considero uma romântica incorrigível porque sempre acho que o amor é capaz de vencer em qualquer situação", afirma.

Confira um trecho de "Não se muda o que está escrito" 

“Ela se sentiu retesada e, violentamente, fez transbordar a água no chão, quando se derreteu sobre as suas mãos como uma bola de sorvete em um dia de elevadas temperaturas de verão. Foi tudo tão forte, intenso e louco que ela não acreditou no que fez.

Júlia mergulhou o seu corpo na banheira novamente e segurou sua respiração por um tempo embaixo d’água, irritada e relaxada ao mesmo tempo. Tão logo se levantou, pegou com certa fúria a toalha pendurada e quase caiu quando tentou sair da banheira toda atrapalhada e, talvez, até desnorteada com o que acabava de sentir para fortalecer ainda mais a sua insegurança de encontrá-lo no dia seguinte."

 

Adquira "Não se muda o que está escrito":

www.bellaizaescritora.com.br