Pallas Editora entra na programação off Flip

com 11 autores convidados para compôr 19 mesas em 10 casas em Paraty

Pallas Editora entra na programação off Flip

O fim de ano se aproxima e, com ele, uma promessa de felicidade chamada Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, que há 21 edições transforma Paraty em uma vitrine de autores, livros e temas atuais, celeiro de tendências e parcerias. De 22 a 26 de novembro, a Pallas Editora levará 11 autores para fazer parte da programação off-Flip de 19 mesas, distribuídas em 10 espaços, entre tradicionais e novatos.

Rogério Athayde, que está lançando o livro de contos "Oxalá é quem sabe", vai abrir as atividades da Pallas com as ilustradoras Clara Zúñiga e Bruna Lubambo na próxima quinta, 23, às 11h, na Casa Libre e Graviola Digital. O ilustrador Rodrigo Andrade participará de duas mesas seguidas na Casa Libre e Graviola Digital: às 12h, sob o tema "O que é autoria no livro ilustrado?", ao lado de Clara Gavilan, Caio Zero e Carol Fernandes e às 13h, debaterá "O humor na literatura infantil", com Isabel Malzini e Estevão Azevedo. No mesmo dia, às 17h, Rogério estará com Rodrigo Santos na mesa "Orixás, herança africana e literatura", na Encruza Literária. Na sexta, 24, às 17h, o autor se juntará ao historiador Alexandre Santos na mesa "Áfricas de Lá e Áfricas de cá: um conversa de Rogério Athayde e Alexandre dos Santos", a ser realizada na Casa Janela Livraria + Mapa Lab.

Ainda na sexta, 24, às 14h, a autora cubana Teresa Cárdenas vai somar as suas experiências na mesa "Literatura juvenil afrodiaspórica + As força dos feminismos", ao lado de Amelinha Teles e Marcia Kambeba, na Casa Libre e Graviola Digital. No mesmo horário, às 14h, Cidinha da Silva conversará com o público da Casa Gueto sobre o tema "Publiquei meu primeiro livro, e agora?", com Rodrigo Domit, Valmir Luis Saldanha, André Lisbôa e Renan Alves Melo. Cidinha voltará às 18h para levar a sua experiência à mesa "As descentralidades possíveis na literatura contemporânea - Histórias a partir das margens", ao lado de Rai Soares e Pedro Machado, em papo mediado por Maria Ferreira, na Casa Livre e Graviola Digital. E, às 18h30, será a vez de Ynaê Lopes dos Santos trocar uma ideia com Luciana Cruz, na mesa "A história que 'esqueceram' de nos contar", mediada por Roberto Pereira, na Casa Poéticas Negras.

O sábado, dia 25, será o dia mais badalado para os escritores e ilustradores publicados pela Pallas Editora. Começará às 10h, com Ynaê Lopes dos Santos e Rogério Athayde debatendo "Joel Rufino - História, Literatura e Pensamento Social", com mediação de Cíntia Barreto, na Casa Libre e Graviola Digital. Logo em seguida, às 11h, Cidinha da Silva e Marcelo Moutinho se juntarão à Natália Borges Polesso, na Encruza Literária. A autora Janaína de Figueiredo entrará em cena às 12h, sob o tema "O trágico e os temas fraturantes na literatura infantil", junto com Claudio Fragata e Paula Piano Simões, com mediação de Rodrigo Mafra, na Casa Libre e Graviola Digital. Pausa breve para o almoço porque a Casa PublishNews estará lotada para receber Conceição Evaristo, às 14h30, que será entrevistada pela jornalista Luciana Barreto (ela está lançando "Discursos de ódio contra negros nas redes sociais", pela Pallas) na mesa "Vinte anos de Ponciá Vicêncio: os caminhos que Conceição Evaristo abriu na literatura brasileira". 

Cidinha da Silva falará às 15h, na Casa Edições Sesc sobre "Literatura negra e literatura periférica" com Mário Medeiros, em conversa mediada por Cris Guterres. Às 17h, Conceição Evaristo e Eliana Alves Cruz se encontrarão na mesa "As escritas femininas para transformação política e social", com Joice Berth e Georgia Oliveira em conversa mediada por Rebeca Vieira na Casa da Utopia. Um pouco mais tarde, às 18h, Cidinha retornará aos debates na mesa Mesa "Perspectiva Amefricana", com mediação de Juliana Borges, na Casa da Música (e da Literatura), da revista Quatro Cinco Um. Às 18h30, Luciana Barreto voltará à cena com Fayda Belo e Hananza na mesa "Combinaram de nos matar, mas a gente combinamos de não morrer", em papo mediado por Henrique Marque Samyn, na Casa Poéticas Negras. Já Teresa Cárdenas fechará o dia na mesa "Filosofia e literatura afrodiaspórica para emancipação", com Katiuscia Ribeiro e Josane Silva Souza, tradutora das obras de Teresa pela Pallas para o português, em conversa mediada por Richard Santos, às 20h, na Casa Poéticas Negras.

O domingo costuma ter aquele gostinho de "estou exausto, mas quero mais". Então, antes de voltar para casa já iniciando a contagem regressiva para a Flip 2024, o público terá mais uma oportunidade para ouvir Conceição Evaristo (às 14h, com os poetas Roberta Estrela D’Alva e Sérgio Vaz, na mesa “Vez, voz e verso”, mediada por Rodrigo Cesarin, no Sesc Santa Rita). Quem aí tem fôlego para acompanhar?

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

QUINTA, DIA 23

11h - Mesa "Brasilidades na literatura infantil: diálogo sobre a tradição oral e o livro ilustrado" reúne Rogério AthaydeClara Zuñiga e Bruna Lubambo | CASA LIBRE E GRAVIOLA DIGITAL

12h - Mesa "O que é autoria no livro ilustrado?", com Rodrigo Andrade, Clara Gavilan, Caio Zero e Carol Fernandes | CASA LIBRE E GRAVIOLA DIGITAL

13h - Mesa "O humor na literatura infantil", com Rodrigo Andrade, Isabel Malzini e Estevão Azevedo | CASA LIBRE E GRAVIOLA DIGITAL

17h - Mesa "Orixás, herança africana e literatura", com Rogério Athayde e Rodrigo Santos | ENCRUZA LITERÁRIA



SEXTA, DIA 24

14h - Mesa "Tempos e atravessamentos do feminismo", com Teresa Cárdenas, Amelinha Teles e Marcia Kambeba, em papo mediado por Bárbara Krauss | CASA LIBRE E GRAVIOLA DIGITAL


14h - Mesa "Publiquei meu primeiro livro, e agora?", com Cidinha da Silva | CASA GUETO

17h - Mesa "Áfricas de lá e Áfricas de cá: um conversa de Rogério Athayde e Alexandre dos Santos" | CASA JANELA LIVRARIA + MAPA LAB

18h - Mesa "As descentralidades possíveis na literatura contemporânea - Histórias a partir das margens", com Cidinha da Silva ao lado de Rai Soares e Pedro Machado, em papo mediado por Maria Ferreira | CASA LIBRE E GRAVIOLA DIGITAL


18h30 - Mesa "A história que 'esqueceram' de nos contar", com Ynaê Lopes dos Santos conversa com Luciana Cruz, em papo mediado por Roberto Pereira | CASA POÉTICAS NEGRAS



SÁBADO, DIA 25

10h - Mesa "Joel Rufino - História, literatura e pensamento social", com Ynaê Lopes dos Santos e Rogério Athayde, e mediação de Cíntia Barreto | CASA LIBRE E GRAVIOLA DIGITAL

11h - Mesa "Contos, crônicas e conversas de bar", com Cidinha dos Santos, Marcelo Moutinho e Natalia Polesso Borges | ENCRUZA LITERÁRIA

12h - Mesa "O trágico e os temas fraturantes na literatura infantil", com Janaína de Figueiredo, Claudio Fragata e Paula Piano Simões e mediação de Rodrigo Mafra | CASA LIVRE E GRAVIOLA DIGITAL 

14h30 - Mesa "20 anos de Ponciá Vicêncio: os caminhos que Conceição Evaristo abriu na literatura brasileira", com Conceição Evaristo entrevistada pela jornalista Luciana Barreto | CASA PUBLISHNEWS

15h - Mesa "Literatura negra e literatura periférica" com Cidinha da Silva e Mário Medeiros, em conversa mediada por Cris Guterres | CASA EDIÇÕES SESC

17h - Mesa "As escritas femininas para transformação política e social", com Conceição Evaristo e Eliana Alves Cruz, além de Joice Berth e Georgia Oliveira em conversa mediada por Rebeca Vieira | CASA DA UTOPIA


18h - Mesa "Perspectiva Amefricana", com Cidinha da Silva e mediação de Juliana Borges | CASA DA MÚSICA (E DA LITERATURA), da revista Quatro Cinco Um


18h30 - Mesa "Combinaram de nos matar, mas a gente combinamos de não morrer", com Luciana Barreto, Fayda Belo e Hananza, em papo mediado por Henrique Marque Samyn | CASA POÉTICAS NEGRAS

20h - Mesa "Filosofia e literatura afrodiaspórica para emancipação", com Teresa Cardenas, Katiuscia Ribeiro e Josane Silva Souza, em conversa mediada por Richard Santos | CASA POÉTICAS NEGRAS



DOMINGO, DIA 26

14h - Mesa “Vez, voz e verso”, com Conceição Evaristo, Roberta Estrela D’Alva e Sérgio Vaz, em papo mediado por Rodrigo Cesarin | SESC SANTA RITA